quinta-feira, 23 de agosto de 2012

Interação entre movimento grevista e estudantes


Convidamos a todos para participarem de uma atividade de interação entre movimento grevista e estudantes da UFFS - Campus Realeza.

O evento será realizado nessa sexta-feira (24), a partir das 17h30, na praça central da cidade, em frente a Igreja.

Haverá café, roda de chimarrão e muita música. Não esqueça de trazer o seu banquinho!

Venha participar!

Comissão de Comunicação

terça-feira, 21 de agosto de 2012

Técnicos da UFFS Realeza decidem por continuidade da greve


Em assembleia, na tarde desta terça-feira (21), os técnicos administrativos da Universidade Federal da Fronteira Sul (UFFS) – Campus decidiram REJEITAR O INDICATIVO DO CNG/Fasubra (que apontava para o fim da greve, com a aceitação da proposta do governo federal).

Agora os servidores aguardam a contabilização das votações das diversas assembleias feitas em todo o Brasil para saberem se a greve continua, como desejam, ou se encerrará no dia 27 de agosto.

segunda-feira, 20 de agosto de 2012

Assembleias: técnicos adm e professores


Assembleia dos Docentes nessa terça-feira (21), às 14 horas, no campus Realeza.
Pauta:
- Informes
- Avaliação da proposta do Andes



Assembleia dos técnicos administrativos em educação nessa terça-feira (21), às 14 horas.
Pauta:
1 - Informes;
2 - Avaliação do indicativo enviado pelo Comnando Nacional de Greve da FASUBRA;
3 - Demais assuntos que venham a ser pautados;

Grevistas da UFFS realizam atividade de interação entre campi


Na última sexta-feira (17), o movimento grevista da Universidade Federal da Fronteira Sul (UFFS) promoveu uma tarde de interação entre os campi de Realeza e Laranjeiras do Sul. A iniciativa busca a aproximação dos grevistas, além da troca de experiências. Após o almoço, professores e técnicos administrativos fizeram uma roda de debate para relatar a situação da greve em cada campus.

Durante o debate, os grevistas do campus Realeza entregaram a quantia simbólica de R$300,00 aos grevistas do campus de Laranjeiras do Sul com intuito de incentivar atividades de mobilização no local.







quinta-feira, 16 de agosto de 2012

Servidores da UFFS em greve apóiam luta dos profissionais da educação do Paraná


Na tarde de quarta-feira (15), os servidores federais em greve da Universidade Federal de Fronteira Sul (UFFS) – Campus Realeza demonstraram apoio as reivindicações dos profissionais da educação do estado do Paraná, que lutam pela valorização da carreira e da educação, assim como ocorre em âmbito federal. O movimento de greve da UFFS auxiliou na produção de faixas e está disposto a contribuir em mobilizações conjuntas com o movimento dos servidores estaduais.

Os servidores estaduais lutam pela efetivação do piso nacional definido pelo MEC (Ministério da Educação) em fevereiro de 2012, 33% de hora-atividade, novo modelo de atendimento de saúde aos servidores, 10% do PIB (Produto Interno Bruto) para a educação, entre outros pontos.

Entenda melhor as reivindicações abaixo:



quarta-feira, 15 de agosto de 2012

Assembleia geral nesta quinta-feira (16)


Assembleia coletiva (docentes e técnicos), às 14h, na sala 04.

Pauta:
- Informes
- Domínio Comum
- Diretoria provisória do Sinduffs
- Estratégias de Comunicação
- Deliberações da Comissão de Ética

Agenda de atividades


Salve salve colegas grevistas,

Estamos todos cansados mas a nossa mobilização continua forte!!! E melhor, ganhamos adeptos. São os nosso colegas de Laranjeiras do Sul que querem organizar atividades conjuntas. Nesse sentido, hoje recebi um convite deles para participar de um Café da Greve, que acontecerá na quinta-feira a tarde. Como temos assembléia, poderíamos pensar em organizar uma comitiva de apoio aos colegas, os quais estamos convidando para vir ao nosso campus também na sexta-feira.

Agora segue a nossa programação para os próximos dias:

Quarta-feira (15/08):

A partir das 14h, iremos organizar uma moção de apoio aos professores da educação básica e das IES estaduais do Paraná que realizarão paralisações na quinta e na sexta-feira. Faremos também cartazes manifestando nosso apoio às causas desses colegas, para fixar em frente ao Campus e em locais estratégicos, como as escolas estaduais, nos dias das paralisações. Precisamos muito da colaboração de vocês para o sucesso dessa tarefa.

Quinta-feira (16/08):

Assembleia coletiva (docentes e técnicos), às 14h, na sala 04. Esse é o dia do café em Laranjeiras, os interessados em participar precisam se organizar. Lembramos que nesse dia, em Chapecó acontecerá o curso de formação política "Como funciona a sociedade?" Maiores informações podem ser encontradas no site http://www.greve.sinduffs.org/. Ainda, nesse dia cheio de atividades não podemos esquecer de divulgar um ato unificado entre os Campi em Cerro Largo. Também contaremos com alguns colegas viajando pra lá!

Sexta-feira (17/08): 

- 12h - almoço no Campus - Bife na Chapa (conhecido aqui como Gengiskhan)

- 14h - (se pudermos contar com a visita dos colegas do Campus Laranjeiras, e quem sabe até outros...) - Conversa: a organização da greve nos Campi e as possibilidades de integração.

- 16h - Café

- 16h30min - Debate: autonomia, democracia e outras questões de interesse na UFFS.

E agora, uma programação especial tendo em vista a possível visita dos nosso colegas de outros campi:

Sábado (18/08):

COSTELAAAAAÇO DA GREVE COM FUTEBOL! Sim colegas, vamos fazer uma costela de chão no sábado, para o almoço, com muita caipira. Depois, a "homarada" (assim como a mulherada é claro) ainda pode finalizar a tarde com um futebol de bêbado!

Tudo vai começar muito cedinho e não esqueceremos de incluir no cardápio muita salada para aqueles que não comem carne. Os custos e o local serão divulgados na assembleia de quinta-feira, mas pedimos que já reservem o dia!

As famílias e amigos, logicamente, estão convidados para participar.

Agora para a próxima semana pensamos em incluir no calendário as seguintes atividades:

- Aula Pública;
- CineDaGreve - exibição do filme "Eles Não Usam Black Tie" com discussão;
- Um dia pensamos em reservar para assembleias "separadas" - uma dos docentes e outra dos técnicos;
- Temos na nossa assembleia coletiva sempre nas quintas-feiras;
- Almoço no salão paroquial e debate sobre o Estatuto da UFFS.

Mais sugestões são muito bem vindas. Ahh, fala sério que a programação não está ótima???!! Vamos lá galera, contamos com a participação de todos.

Saudações,

Comissão de Mobilização

terça-feira, 14 de agosto de 2012

Vereadores de Realeza apóiam movimento grevista na UFFS


A tribuna da Câmara de Vereadores de Realeza foi utilizada pelo movimento grevista da Universidade Federal da Fronteira Sul (UFFS), na sessão desta segunda-feira (13). Docentes e técnicos administrativos da instituição aproveitaram o espaço para esclarecer alguns pontos sobre a greve nas instituições de ensino superior no país, em especial na cidade de Realeza. Durante a sessão, os vereadores manifestaram apoio ao movimento grevista, por meio de moção de apoio, elaborada pelo vereador Jayme Rogério Taube (PT).

Um dos pontos esclarecidos foi sobre a inauguração da sede definitiva da UFFS – Campus Realeza que estava prevista, inicialmente, para o mês de agosto. “Deve ficar claro para esta Casa de Leis e também para a população em geral que a inauguração do campus definitivo não ocorreu em função da greve, mas sim pela não conclusão das obras. Não estamos aqui para atrasar projetos”, enfatizou o professor Marcos Beal.

Representando os docentes da instituição, o professor Marcos Beal resumiu as reivindicações da categoria em quatro eixos, sendo a defesa do caráter público e social que as universidades possuem; a garantia de mais recursos para a educação, com destinação de 10% do PIB (Produto Interno Bruto); o aumento da democracia interna nas instituições e a reestruturação da carreira.

Com relação aos técnicos administrativos em educação, o técnico em assuntos educacionais Ivandro Carlos Valdameri enfatizou que essa categoria envolve diversos profissionais, como administradores, pedagogos, biólogos, jornalistas, entre outros, sendo que apresenta remuneração defasada desde 2007, quando foi realizada a última negociação com o governo federal. “Não possuímos uma data base para que haja a correção adequada para a nossa categoria. Somos constantemente massacrados por um governo mesquinho que sequer nos oferece reajuste”, destacou Valdameri.

Para o vereador Jayme Rogério Taube (PT), autor da moção de apoio ao movimento grevista, quando o trabalhador deflagra greve, seja do poder público ou da iniciativa privada, é uma forma de demonstrar seu descontentamento com a atual situação. “A Câmara de Vereadores de Realeza já apoiou diversos movimentos grevistas, pois isso é um instrumento legitimo e constitucional. A greve não está acontecendo apenas em Realeza, mas em todo o país, envolvendo até outras categorias de servidores públicos federais, não apenas os da educação. Quero parabenizar o comando de greve e esperamos que as negociações ocorram”.

História da greve em Realeza 2012

Os técnicos administrativos em educação da Universidade Federal da Fronteira Sul (UFFS) – Campus Realeza aderiram à greve nacional da categoria no dia 2 de julho. Na mesma semana, os professores do campus Realeza também definiram pela greve. Atualmente, são mais de mais de 30 dias de paralisação das atividades.

Nesse sentido, tanto técnicos administrativos em educação como professores optaram pela união de movimento grevista para desenvolver as atividades de greve, como as comissões criadas em conjunto: ética, finanças, comunicação e mobilização.

Os acadêmicos da UFFS – Campus Realeza também confirmaram apoio ao movimento em assembleia, no dia 2 de julho. Os 111 estudantes que participaram do evento votaram favoravelmente pela paralisação das atividades acadêmicas em apoio a professores e técnicos administrativos em educação.

A partir disso, várias atividades foram desenvolvidas em conjunto, como a criação de um fundo de greve, calendário de atividades de mobilização, confecção de faixas e cartazes, organização de eventos e assembleias. Para divulgar essas atividades, o movimento paredista de Realeza conta com um blog (http://greveuffsrealeza.blogspot.com.br/) e uma fanpage no facebook (https://www.facebook.com/#!/pages/Greve-unificada-UFFS-Realeza/329038400514330).

Negociações com o governo federal

Os técnicos administrativos das universidades federais recusaram a proposta de reajuste de 15,8%, fracionado até 2015 feita pelo governo federal, na última sexta-feira (10). Para encerrar a greve, os representantes da Federação de Sindicatos de Trabalhadores das Universidades Brasileiras (Fasubra) e do Sindicato Nacional dos Servidores Federais da Educação Básica, Profissional e Tecnológica (Sinasefe) exigiram aumento de 15% em 2013, com a possibilidade de negociação de novos reajustes nos anos seguintes. Na tarde desta terça-feira (14), haverá mais uma rodada de negociações com os sindicatos e o Ministério do Planejamento.

Com relação aos professores, no dia 1º de agosto, o governo, após pouquíssimas reuniões, fechou um acordo com o Sindicato PROIFES, que representa apenas 15% dos professores das Instituições Federais de Ensino Superior (IFES), e declarou as negociações encerradas. A proposta aceita por este sindicato não representa os interesses da categoria, em termos de reestruturação da carreira, e desconsidera as preocupações com as condições de trabalho, com a qualidade da educação pública superior, com a privatização do ensino público, e com a autonomia das IFES.

Diante desse cenário, o governo publicou uma nota reafirmando o fim da greve, notícia que foi desmentida pelo Sindicato ANDES (Associação Nacional dos Docentes do Ensino Superior), que tem a maior representatividade junto aos professores.

No momento, estão acontecendo Assembleias por todo o país, nas quais a categoria busca flexibilizar a sua proposta inicial, na tentativa de reestabelecer as negociações com o governo para que se chegue a uma proposta mais adequada e se evite a prorrogação do movimento paredista por muito mais tempo.





sexta-feira, 10 de agosto de 2012

Comando Local de Greve na Câmara de Vereadores


Convocamos docentes e técnicos administrativos em greve, além dos estudantes, para participarem
da sessão da Câmara de Vereadores de Realeza nessa segunda-feira (13), às 19 horas.

O movimento grevista da UFFS/Realeza irá utilizar a tribuna para esclarecer sobre a greve nas instituições federais de ensino superior.

A sessão será realizada segunda (13), às 19 horas, na Câmara de Vereadores de Realeza, anexa ao prédio 
da Prefeitura de Realeza, localizada na Rua Barão do Rio Branco, n° 3507, Centro.  

quarta-feira, 8 de agosto de 2012

Agenda para Quinta-feira (9)


Às 14 horas: Assembleia geral
- Informes
- Deliberações da comissão de ética

Às 16 horas: Exibição do filme “Eles não usam Black Tie"

Sinopse: Em São Paulo, em 1980, o jovem operário Tião e sua namorada Maria decidem casar-se ao saber que a moça está grávida. Ao mesmo tempo, eclode um movimento grevista que divide a categoria metalúrgica. Preocupado com o casamento e temendo perder o emprego, Tião fura a greve, entrando em conflito com o pai, Otávio, um velho militante sindical que passou três anos na cadeia durante o regime militar.


Movimento de greve faz blitz no centro de Realeza


Na tarde desta quinta-feira (8), foram distribuídos cerca de mil panfletos à população de Realeza pelo movimento de greve da UFFS. A blitz na praça central da cidade contou com a participação de docentes, técnicos administrativos em educação e estudantes da universidade.

O Manifesto à população buscou conscientizar os moradores sobre a qualidade do ensino público, a real situação das Instituições Federais, as negociações com o governo – que não avançam – e a necessidade de um plano de carreira que valorize os professores e técnicos.





Blitz na praça central de Realeza


Convocamos todos a participar da distribuição de folderes informativos à comunidade de Realeza, nesta quarta-feira (8).

A concentração será realizada às 15 horas, no campus da UFFS, logo após iremos até a praça central da cidade para montar o piquete de greve e coordenar as atividades de distribuição.

Hoje também representantes dos técnicos-administrativos de Realeza e Chapecó irão para Laranjeiras do Sul conversar sobre a adesão à greve.

Contamos com a participação de todos na panfletagem.

Carta que será entregue à população:

MANIFESTO À POPULAÇÃO

A defesa do ensino público, gratuito e de qualidade expressa uma exigência da população brasileira, que há tempos clama por serviços públicos de qualidade e é também parte essencial da história dos movimentos sociais ligados à educação. Vale lembrar que educação, saúde, segurança, transporte, entre outros, são direitos de todos e dever do Estado.

Nas últimas semanas, professores, técnico-administrativos e estudantes das Instituições Federais de Ensino voltaram às ruas para cobrar dos governantes que cumpram seu papel e dediquem atenção, de fato, às reais demandas sociais.

Os trabalhadores da educação federal e estudantes estão em greve, porque estão conscientes de que é imprescindível lutar em defesa das Instituições Federais de Ensino. As negociações com o governo não avançam. No entanto, crescem a degradação das condições de trabalho, ensino e a deterioração da infraestrutura oferecida nas universidades, institutos e centros tecnológicos federais.

Os professores, técnicos e estudantes defendem sim uma expansão, desde que exista qualidade. Não adianta criar novas instituições sem oferecer as condições satisfatórias para que elas funcionem. A realidade vivenciada pelos professores, técnicos e estudantes é muito diferente do que divulga a propaganda oficial do governo federal. A cada começo de ano fica mais evidente a precariedade de várias instituições federais de ensino, principalmente naquelas em que ocorreu a expansão via Reuni.

Faltam salas de aula, laboratórios, restaurantes estudantis, bibliotecas, banheiros, saneamento básico e em alguns lugares até papel higiênico. Ninguém deveria ser submetido a trabalhar, a ensinar e aprender num ambiente assim.

Além disso, é necessário também oferecer um plano de carreira, que valorize os professores e técnicos e os incentivem a dedicar suas vidas a essas instituições, à construção do conhecimento, aos projetos de pesquisa e de extensão. Só assim, é possível oferecer educação com a qualidade que a população brasileira merece.

No entanto, o governo federal vira as costas para os argumentos e propostas dos servidores públicos e usa seguidamente o discurso da crise financeira internacional como justificativa para não atender às reivindicações que são apresentadas pelos movimentos sociais em defesa da educação.

Não faltam recursos, o que falta é vontade política dos governantes. A verdadeira crise brasileira não é a crise financeira, mas sim ausência de políticas públicas que atendam as necessidades da população.

Priorizar a destinação dos recursos públicos na lógica do setor empresarial financeirizado, como o governo tem feito, causa impactos cada vez mais negativos nos serviços públicos.

Os professores, técnicos e estudantes estão nas ruas para dar um novo rumo ao ensino federal e, para isso, conclamam toda a população a fazer de 2012 um marco na história da educação brasileira.

ENTIDADES NACIONAIS DA EDUCAÇÃO FEDERAL
ANDES-SN/ FASUBRA/ SINASEFE


segunda-feira, 6 de agosto de 2012

Técnicos administrativos em educação da UFFS fazem acordo com a reitoria


Os técnicos administrativos em educação da UFFS participaram de uma reunião com a reitoria da instituição na última sexta-feira (3). Na ocasião, foi discutida as formas para o preenchimento da folha ponto pelo movimento grevista.  A negociação foi intermediada pelo Coordenador Geral da Federação dos Sindicatos dos Trabalhadores das Universidades Públicas Brasileiras (Fasubra), Gibran Jordão, e pela diretora do Sinditest, Fabiana Reichembach.

O movimento paredista solicitou que o preenchimento da folha ponto fosse realizado pela chefia imediata de cada setor da universidade, pois na visão da reitoria essa atividade deveria ser feita pelo próprio grevista. Reconhecendo o equivoco da orientação, a reitoria aceitou a proposta dos técnicos.

À tarde, o grupo de técnicos participou de uma palestra com Jordão que apresentou como está o quadro da greve este ano, além de tratar sobre a formação sindical e pauta local, dentre os temas a luta pela redução da jornada de trabalho de oito para seis horas diárias.

O encontro contou com a participação de técnicos administrativos em educação dos campi de Chapecó, Realeza e Laranjeiras do Sul e também de servidores do IFSC de Chapecó.






quinta-feira, 2 de agosto de 2012

Cronograma de atividades para 03/08 a 10/08


Nessa quinta-feira (02), foi realizada assembleia geral em que foi definido o cronograma de atividades para a próxima semana.  Qualquer outra sugestão será bem-vinda, para ampliar e aprimorar o movimento paredista na UFFS – Campus Realeza.

Sexta-feira (03/08)

Cinco técnicos administrativos em educação irão à Chapecó para acompanhar a reunião  que será realizada com o dirigente da FASUBRA para esclarecer alguns pontos da greve, seus efeitos e obter demais informações.

Os demais ficam convocados a participar, a partir das 14 horas:
a) da confecção de faixas para levar ao CONSUNI

b) de colaborar na elaboração do documento a ser divulgado aos colegas docentes (falar com a Rosane, que ficou de responsável)

c) de colaborar na elaboração do documento que se pretende ler na Câmara de Vereadores de Realeza (a convite do vereador Canjica) (falar com o André, Bertassi e Ceretto, que ficaram de responsáveis).

d) de elaborar alguma forma de divulgação da reunião geral com os docentes do campus SE O COMANDO UNIFICADO DE GREVE ACORDAR COM A DATA DE SEGUNDA-FEIRA (ver e discutir isso amanhã mesmo entre os que lá estiverem / ver item abaixo).

Segunda-feira (06/08)

Ficou acordado (e isso tem de passar pelo comando unificado, se houver disponibilidade) de realizar na segunda-feira uma reunião com TODOS os docentes do Campus Realeza.

Sugeriu-se que o comando unificado de greve possa nessa sexta-feira, sábado e domingo criar uma pauta para "atualizar" os docentes que recém chegaram de férias acerca do movimento paredista, informações sobre as negociações, sobre a importância de reforçar o movimento E, SUGERIDO NA ASSEMBLÉIA, discutir e reforçar o calendário previsto para a semana que vem.

Sobre a reunião do comando de greve com a reitoria, SUGERIU-SE NA ASSEMBLEIA que ela seja marcada no mínimo para o final da semana que vem, uma vez que existem pontos como as discussões do PPC, o regresso acelerado que a PROGRAD está buscando articular com os coordenadores e outros que PODEM SER LEVANTADOS na reunião proposta na segunda-feira com os docentes.

Quarta-feira (08/08)

Blitz e a realização do piquete, na praça e rótula principal de Realeza,  momento em que divulgaremos a população nossas reivindicações. A organização será iniciada às 13 horas, no campus, sendo que a atividade na praça será realizada a partir das 14 horas.

Quinta-feira (09/08) e Sexta-feira (10/08)
Realização de um cinedebate. Alguns filmes já foram sugeridos pela Luciana e pelo Beto. A definição deles pode se dar ao longo da semana.
Além disso, haverá discussão das pautas de técnicos e docentes (internas e nacionais) em um desses dias.

quarta-feira, 1 de agosto de 2012

sexta-feira, 27 de julho de 2012


CRONOGRAMA DE ATIVIDADES PARA A SEMANA DE 30/07 A 03/08


SEGUNDA-FEIRA (30/07)
-Proposta de reunião para análise da proposta do Governo, às 14 horas
 Será realizada em cada campus e o resultado será passado e comunicado pelo Comando Geral de Greve.
- Saída para Curitiba.


TERÇA-FEIRA (31/07)
- Ida a Curitiba para ato conjunto com a UTFPR.
- Piquete e discussão dos pontos das pautas e projeção das atividades para recepção dos alunos.


QUARTA-FEIRA (01/08)
- Almoço cultural.
-Reunião da Comissão de ética (14 h).
- Produção de faixas, cartazes e panfletos para divulgação na semana seguinte (parte 1)

QUINTA-FEIRA (02/08)
-Assembléia Geral Unificada de Greve
- Apresentação do cronograma para semana seguinte.
- Discussão sobre a pauta local dos técnicos.
- Produção da pauta local docente(?).
- Análise dos processos da comissão de ética.
- e outros pontos.

SEXTA-FEIRA (03/08)
- Almoço cultural.
- Produção de faixas, cartazes e panfletos para divulgação na semana seguinte (parte 2).





ASSEMBLEIA GERAL DOS DOCENTES DA UFFS

Nessa segunda-feira (30), 14h, em todos os campi.

No último dia 24 de julho, o governo apresentou uma nova proposta na mesa de negociação. O Comando Nacional de Greve realizou uma análise preliminar e uma avaliação cabendo agora às assembleias locais emitir seu posicionamento. O prazo para a realização destas assembleias é segunda-feira, dia 30 de julho, às 19h.

Assim, o Comando Local de Greve da UFFS convoca todos os docentes para uma assembleia geral para definir o posionamento da categoria. Este será encaminhado ao CNG e ali será definida a posição na próxima reunião com o governo no dia 1º de agosto.

Contamos com a participação de todos neste importante momento do movimento grevista.

quarta-feira, 25 de julho de 2012



 Movimento de greve participa de comemoração ao dia do motorista e do colono


O movimento grevista da Universidade Federal da Fronteira Sul (UFFS) – Campus Realeza participou do almoço em alusão ao dia do motorista e do colono, comemorado nesta quarta-feira, dia 25 de julho. O evento foi realizado na praça em frente à igreja Matriz de Realeza. Na ocasião, os grevistas distribuíram à população material informativo contendo as reivindicações do movimento. 





segunda-feira, 23 de julho de 2012




Programação de atividades


Esta semana teremos uma programação voltada para a discussão das pautas da greve. Também faremos discussões dentro das categorias, o que é necessário para resolvermos questões particulares. Claro que não deixaremos de lado as nossas confraternizações, afinal, diante de notícias tão tristes como as da “pseudo-negociação” do governo unicamente com os docentes, só comida boa e parceria para continuar animando nosso movimento!


Terça-feira (24/07) – Discussões sobre as pautas de greve 1


A partir das 14h, dessa terça-feira (24), nos reuniremos para retomar as discussões sobre a pauta da greve. Durante o período em que os docentes estavam em Estado de Greve, foi feito um debate bastante interessante sobre a carreira (conduzida pelos professores Clóvis e Sabrina). Retomando então o estudo, iremos discutir o segundo ponto: autonomia, financiamento e vagas docentes! Com relação à pauta dos técnicos, entra em discussão nesse dia os pontos autonomia, financiamento, luta contra a terceirização, valorização das carreiras.


Essas reuniões serão organizadas da seguinte maneira:


14h às 16h – discussões sobre o(s) ponto(s) de pauta, conduzidas de forma livre.
16h às 17h – sistematização do debate para percebermos com clareza os pontos comuns das pautas de docentes e técnicos. 


Com essas informações podemos pensar na possibilidade de unificação de uma pauta local...


Quarta-feira (25/07) – Confraternização


Depois de dois dias de trabalhos intensos, vamos dar um tempinho pra cabeça? Que tal um belo almoço juntos, novamente? A sugestão atual é de bife no disco com pão e salada. Veremos amanhã (24) os responsáveis por trazer o disco e comprar as coisas.


A partir das 14h30min faremos a exibição de um vídeo sobre a jornada de 30 horas para os técnicos, atividade esta que será confirmada amanhã. Além disso, lembrem-se que ocorre a reunião da comissão de ética a partir das 14h.


Quinta-feira (26/07) – Assembleia e discussões sobre a formação do Sindicato dos Técnicos


Pela manhã nesta quinta-feira os técnicos se reunirão para debater sobre a estruturação de seu sindicado, a partir das 9h.


Às 14h, na sala 04, lembramos que acontecerá a Assembleia Geral. Dentre outros aspectos, voltaremos a deliberar sobre os encaminhamentos da comissão de ética, caso necessário.


Sobre a programação de sexta-feira ainda enviaremos mais detalhes.


Comissão de Mobilização



terça-feira, 17 de julho de 2012


Proposta do Governo dialoga com a proposta de carreira e de reajuste salarial do PROIFES: é hora de negociar e avançar



Publicado em: 14 de julho de 2012

Assembleia Geral

Nesta quinta-feira (19), a partir das 14 horas, será promovida uma nova assembleia geral, na sala 04, da UFFS – Campus Realeza. A pauta exclusiva refere-se às deliberações sobre atividades da Comissão de Ética.

segunda-feira, 16 de julho de 2012


Pauta da assembleia de terça-feira (17), a partir das 14h, na sala 04:

- Deliberações sobre apreciação de atividades da Comissão de Ética;
- Avaliação da greve frente à proposta do governo;
- Avaliação da data da assembleia geral dos professores em greve.
Confira o parecer do Comando Nacional de Greve Andes-SN sobre a proposta do governo:

https://docs.google.com/file/d/0Bzz4VZkJH1bsdDByUDRUeXVjRFk/edit?pli=1

sexta-feira, 13 de julho de 2012

Bem-vindos à LUTA

TAE'S - Aprovada GREVE em Chapecó pela maioria dos votos.

Ontem à tarde (12), em assembleia, no sindicato do Bancários, em Chapecó, os Técnicos Administrativos em Educação da UFFS - Campus Chapecó votaram em maioria pela adesão à GREVE a partir de quarta-feira (18).



Análise de Conjuntura

Pessoal, em qualquer situação é sempre bom sabermos como anda o mundo onde vivemos. Isso é ainda mais verdadeiro quando decidimos nos organizar para enfrentar a dureza da realidade.
Por isso, fica como sugestão a leitura da análise da conjuntura brasileira produzida pelo Roberto Leher e pela Alice Coutinho da Trindade para a Revista do Observatório Social da América Latina.

Descarreguem o PDF no link abaixo e leiam o texto a partir da página 182.

Abração a todos!                                      
PRÓ-SINDICALIZAÇÃO UFFS


O Brasil e a crise - Roberto Leher e Alice Coutinho da Trindade

quarta-feira, 11 de julho de 2012

Andifes solicitará audiência com ministros para debater a greve

A Associação Nacional dos Dirigentes das Instituições Federais de Ensino Superior (Andifes), decidiu em reunião do Conselho Pleno, ontem (10), que vai solicitar uma audiência, para os próximos dias, com o ministro da educação, Aloizio Mercadante e com a ministra do planejamento Miriam Belchior. Os reitores querem buscar celeridade na negociação entre governo e os sindicatos dos trabalhadores em greve nas Universidades Federais e discutir a orientação do comunicado nº 552047/ 48, do Ministério do Planejamento, enviado aos departamentos de recursos humanos das universidades no último dia 06.

O pedido de audiência foi deliberado pelos reitores durante a reunião, na qual avaliaram as consequências ocasionadas pela paralisação de quase dois meses. O maior questionamento foi a respeito do fato de serem inexeqüíveis técnica e juridicamente as orientações dadas pelo secretário de Relações de Trabalho no Serviço Público, e pela secretária de Gestão Pública. Chamou a atenção dos reitores a ausência das assinaturas dos ministros do Planejamento, Orçamento e Gestão e Educação no expediente publicado.   

De acordo com o presidente da Andifes, reitor João Luiz Martins, é necessário ouvir o ministro Aloizio Mercadante, assim como a ministra Miriam Belchior, sobre as medidas que constam no comunicado enviado diretamente aos dirigentes de recursos humanos dos órgãos e das entidades da administração pública federal direta, autárquica e fundacional, sem passar pelos reitores, dirigentes das universidades federais.

“O comunicado, em uma primeira análise, não acompanha as posições divulgadas pelo governo de diálogo e negociação em curso e desconhece a inexistência de registro de ponto para os docentes. Neste sentido, entre outras dúvidas jurídicas que precisam ser esclarecidas, a Andifes deliberou por encaminhar a solicitação de audiência com os dois ministros para que possamos debater a orientação deste comunicado, que certamente fere a autonomia das universidades”, disse o reitor.

A paralisação dos servidores e suas consequências foram assuntos também tratados ontem pela diretoria executiva da Associação, juntamente com os sindicatos dos professores, Andes e PROIFES e com o sindicato dos técnico-administrativos, Fasubra. Os representantes das categorias apresentaram um balanço da greve e colocaram a preocupação com a medida de corte salarial do governo.

A diretoria da Andifes, por sua vez, manifestou a preocupação com medidas extremas por parte de alguns e com as necessidades de cuidados com o patrimônio público e da manutenção das atividades essenciais nas universidades.

Diante desse cenário, a Andifes avaliou que o pedido de audiência com os representantes do governo será feito o mais rápido possível. A intenção é expor ao Governo a necessidade de um diálogo mais rápido e eficiente entre as partes envolvidas diretamente com a greve. Outra pauta discutida foi a necessidade de suspensão do calendário acadêmico, mas ficou entendido pela Andifes que cada universidade tratará o assunto de forma individual, respeitando a autonomia das instituições.

Qua, 11 de Julho de 2012 12:23 Iara Malta - Ascom  

AGENDA

 Lembrete da programação da greve
Salve salve colegas!

Escrevemos para lembrá-los que amanhã, quinta-feira (12/07), às 14h, faremos a exibição do filme "A Língua das Mariposas", dirigido por José Luis Cuerda (1999). 

Sinopse: O mundo do pequeno Moncho estava se transformando: começando na escola, vivia em tempo de fazer amigos e descobrir novas coisas, até o início da Guerra Civil Espanhola, quando ele reconhecerá a dura realidade de seu país. Rebeldes fascistas abrem fogo contra o regime republicano e o povo se divide. O pai e o professor do menino são republicanos, mas os rebeldes ganham força, virando a vida do garoto de pernas para o ar.

Na sexta-feira acompanharemos a seção do Conselho de Campus a partir das 14h. 

No final da feijoada de hoje (que além de uma delícia, foi um sucesso, fala sério?) programamos mais algumas atividades para a próxima semana.

Segunda-feira (16/07) - Concentração na Praça da Matriz

Com o material de divulgação que já temos em mãos, nessa segunda o encontro da greve será na Praça da Matriz! Esperamos todos às 14h30min com as faixas e os coletes para mostrarmos à população, de forma pacífica, o nosso movimento. Como as outras ações essa também será acompanhada por música!

Terça-feira (17/07) - Assembleia

Na terça nos uniremos novamente em assembleia, a partir das 14h, na sala 04! Contamos com a presença de todos.

Conforme a programação for ampliando, entraremos em contato. Pedimos que aqueles que disponibilizaram seus nomes na lista que circulou hoje pela feijoada, procurem a comissão de mobilização amanhã a tarde (12/07) para auxiliar na organização das tarefas dos dias nos quais colocou o seu nome!

Saudações,

Comissão de Mobilização


Conselho Universitário

Confira a Moção do Conselho Universitário sobre a Greve dos servidores Docentes e Técnicos-Administrativos em Educação

Vem por meio desta moção tornar público:
1 – o reconhecimento da legitimidade do movimento grevista e da pauta de reivindicações dos servidores docentes e técnico-administrativos.

2 – reconhecer que o direito de greve e de paralisação são direitos consagrados na Constituição Federal a todos os trabalhadores brasileiros, inclusive os servidores públicos.

3 – a necessidade urgente de se estabelecer diálogo entre o Governo Federal, o ANDES-SN e a FASUBRA, com o objetivo de estabelecer negociação.

4 - o compromisso de, na esfera de sua competência, colocar-se à disposição para discutir
todo e qualquer tema que diga respeito às pautas nacionais e locais do movimento dos
servidores docentes e técnico-administrativos.


Leia o documento na íntegra.

Quem são os culpados pela greve?

Em anexo um texto produzido pelos professores da Federal de Goiás sobre a trajetória que levou a greve. O texto resgata todo o histórico de enrolação que o governo federal produziu.


Comunicado 010 (versão final).pdf

Feijoada


Movimento grevista prepara feijoada na UFFS – Campus Realeza

Mais de 60 pessoas participaram de um almoço de mobilização, nesta quarta-feira (11), organizado pelo movimento grevista da Universidade Federal da Fronteira Sul (UFFS) – Campus Realeza. Foi servida uma deliciosa feijoada, feita com auxílio do chef Júlio. À tarde, ocorrerão alguns encontros para discutir novas atividades de mobilização, entre outros temas.




terça-feira, 10 de julho de 2012

Atividades Grevistas

Prezados colegas, boa noite.

Hoje tivemos uma tarde bastante interessante de discussões sobre o andamento da nossa greve. Também definimos algumas ações para os próximos dias.

Quarta-feira - 11/07 - Feijoada!
A partir das 8h da manhã estaremos pelo Campus encaminhando uma deliciosa feijoada com o auxílio do chef Júlio. Está confirmada a participação de aproximadamente 55 pessoas. Vamos aproveitar o momento e nos mobilizar. Tantas coisas precisam ser feitas, temos tanto para discutir, para divulgar... 

Depois do almoço todos estão convidados para, juntamente com as comissões de mobilização e divulgação, organizar, dentre outras coisas:

- um artigo para a revista Atitude, que quer divulgar o movimento a partir da visão das pessoas que o estão construindo;
- um conjunto de atividades para serem realizadas juntamente a outras IFES e aos Movimentos Sociais;
- uma ação que envolva a população local, com distribuição de panfletos, etc.

Lembramos que para esta feijoada a participação deveria ter sido confirmada, afinal, o Júlio precisa se organizar... Porém, se você quiser participar e não comprou o convite, chegue cedo! Faremos de tudo para incluí-lo nessa!

Quinta-feira - 12/07 - Filme + Debate

Todo mundo adora um bom filminho, não é mesmo? Ainda mais se estiver chovendo... Então que tal juntar-se a nós em um "cinemão" na quinta-feira, a partir das 14h? Divulgaremos maiores informações amanhã, durante a feijoada!

Sexta-feira - 13/07 - Conselho de Campus

Se não temos tempo ao longo do semestre, nessa sexta-feira não teremos desculpas! Juntem-se a nós para acompanhar a seção do conselho de campus, a partir das 14h. Amanhã também divulgaremos mais informações sobre essa ação.

Saudações,

Comissão de Mobilização!



Governo nega inflação aos servidores, mas remunera rentistas acima do IGP


Não ao Terrorismo contra os Servidores



Maria Lucia Fattorelli
3/7/2012

Milhões de servidores públicos pertencentes a dezenas de diferentes categorias profissionais se encontram em movimento grevista há semanas. O salário já está congelado há alguns anos: sequer a reposição inflacionária tem sido paga. E o governo federal não admite a necessidade de rever essa injustiça, fazendo um verdadeiro terrorismo contra os servidores perante a opinião pública.

A manchete de capa do Jornal Valor Econômico de hoje repercute dados divulgados pelo governo, segundo os quais todas as reivindicações dos servidores custariam R$ 92,2 bilhões por ano, o que corresponderia a um aumento de 50% em relação à previsão de R$ 187,6 bilhões em gastos com pessoal para este ano, chegando-se a R$ 279,8 bilhões.

Considerando que a Receita Corrente Líquida do governo federal estimada para 2012 é de R$ 689,3 bilhões (Relatório Resumido da Execução Orçamentária do Tesouro Nacional, de maio de 2012 – página 38), caso atendidas as reivindicações dos servidores, o valor divulgado pelo governo – de R$ 279,8 bilhões – corresponderia a 40,6% da RCL, percentual bem menor que o observado em 1995, no início do período FHC, de 56,2%.

A participação dos gastos com pessoal vem caindo de maneira expressiva – de 56,2% em 1995 para apenas 32,1% em 2011, conforme mostra o Boletim Estatístico de Pessoal do Ministério do Planejamento (pág 30), fruto do arrocho salarial que vem sendo imposto aos servidores públicos desde o Plano Real.

Cabe ressaltar que enquanto os salários dos servidores ficaram congelados durante anos, e vêm obtendo ultimamente reajustes esporádicos que sequer repuseram a inflação medida pelo IPCA, a dívida pública vem sendo atualizada mensalmente, por índice (IGP) calculado por instituição privada que indica a expectativa de inflação, geralmente bem superior ao IPCA. O “mercado” não precisa fazer greve e além da atualização privilegiada pelo IGP mensalmente, ainda é remunerado acima disso, pelos juros reais mais elevados do mundo.

A evolução dos dados demonstrada no gráfico abaixo denuncia o privilégio da dívida em detrimento dos reajustes salariais dos servidores, e dos investimentos em áreas essenciais como Saúde e Educação:


Orçamento Geral da União – Gastos Selecionados (R$ bilhões)

Fonte: Secretaria do Tesouro Nacional – SIAFI. Inclui a rolagem, ou “refinanciamento” da Dívida, pois a CPI da Dívida verificou que grande parte dos juros são contabilizados como tal.

As reivindicações dos servidores são plenamente exequíveis, e representam uma pauta mínima de reivindicações, que sequer repõe as perdas históricas observadas a partir do Plano Real.

Enquanto o governo e a imprensa fazem um verdadeiro terrorismo diante da hipótese de gastar R$ 279,8 bilhões em 2012 com toda a folha de trabalhadores de todos os órgãos federais ativos,aposentados e pensionistas, nada se fala do gasto com a dívida pública, superior a R$ 2,1 bilhões POR DIA!

Em 2011 foram destinados R$ 708 bilhões para a dívida pública e em 2012, até 30 de junho, já foram gastos R$ 383 bilhões! O mais grave é que tal dívida nunca foi auditada; sendo inúmeros os indícios de ilegalidades e ilegitimidades desde os anos 70, quando se iniciou o atual ciclo de endividamento do Brasil e demais países da América Latina, vinculado ao financiamento da ditadura militar.

Auditoria Já!

quinta-feira, 5 de julho de 2012

Assembleia Geral


Movimento grevista promove assembleia geral para definição de atividades

Na tarde desta quinta-feira (5), o movimento grevista da Universidade Federal da Fronteira Sul (UFFS) – Campus Realeza promoveu uma assembleia geral para divulgar as ações feitas pelas Comissões de Ética, Mobilização, Comunicação e Finanças, além de aprovarem outros encaminhamentos em relação as atividades.

Entre as propostas apresentadas, estava a criação de um fundo de greve, a qual foi aprovada pela maioria dos participantes. Também foi definido o calendário de atividades de mobilização, a próxima ação ocorre nesta sexta-feira (6), quando será realizada o ato unificado em Chapecó. A Comissão de Ética também fez análises de quais atividades serão consideradas essenciais.





Almoço de Mobilização


Cerca de 40 pessoas participam de almoço de mobilização na UFFS – Campus Realeza

O movimento grevista da Universidade Federal da Fronteira Sul (UFFS) – Campus Realeza promoveu um almoço que reuniu professores, técnicos-administrativos e acadêmicos, nesta quinta-feira (5). Durante os preparativos da confraternização, foi feita uma roda de música. O evento contou com a participação de aproximadamente 40 pessoas. A atividade é uma das propostas da Comissão de Mobilização. 

quarta-feira, 4 de julho de 2012

Movimento grevista promove atividades de mobilização na UFFS – Campus Realeza

Nesta quarta-feira (4), o movimento grevista da Universidade Federal da Fronteira Sul (UFFS) – Campus Realeza promoveu diversas atividades de mobilização, como a confecção de faixas e cartazes, organização de eventos e assembleias, tudo em preparação ao ato unificado de greve marcado para esta sexta-feira (6), em Chapecó (SC).

Nas faixas, docentes e técnicos-administrativos reivindicam mais investimentos na educação, reestruturação de carreira e apoio da população local em favor de uma educação com qualidade.

Para quinta-feira (8), serão promovidas atividades culturais, a partir das 10h, sendo que ao meio-dia haverá almoço. À tarde, a partir das 14h, será realizada uma assembleia geral, em que serão métodos de comunicação definido, novas agendas de mobilização e encaminhamentos da comissão de ética.


Acadêmicos também apoiam atividades grevistas

Em assembleia, na noite de segunda-feira (2), os acadêmicos da UFFS – Campus Realeza confirmaram o apoio ao movimento grevista. Todos os 111 participantes no evento votaram favoravelmente a greve. De acordo com a representante do Diretório Acadêmico, Dioni Angelin, os estudantes irão participar das manifestações, agregando suas demandas ao ato ato unificado de greve.


  • INFORMATIVO DA COMISSÃO DE ÉTICA

    A Comissão receberá, durante a greve, pedidos de julgamento de manutenção de atividades todos os dias, das 13:00 às 19:00, junto ao comando de greve. Neste sentido, a Comissão estabeleceu o plantão que segue, com dias e membros da comissão que estarão recebendo as demandas
     
    Período
    Membros
    04/07
    Adolfo
    05/07
    Jucieli
    06/07
    Maikel
    09/07
    Júlio
    10/07
    Sabrina
    11/07
    adolfo
    12/07
    Carlos Eduardo
    13/07
    Wagner
    16/07
    Júlio
    17/07
    Sabrina
    18/07
    adolfo
    19/07
    Carlos Eduardo
    20/07
    Silvani
    23/07
    Silvani
    24/07
    Maikel
    25/07
    Maikel
    26/07
    Carlos Eduardo
    27/07
    Maikel
    30/07
    Carlos Eduardo
    31/07
    Wagner
    01/08
    adolfo
    02/08
    Jucieli
    03/08
    Maikel